DSC_3381.2.jpg
DSC_3381.2.jpg

press to zoom
DSC_3508.jpg
DSC_3508.jpg

press to zoom
vestido%201_edited.jpg
vestido%201_edited.jpg

press to zoom
DSC_3381.2.jpg
DSC_3381.2.jpg

press to zoom

A Academia

A Academia de Dança de Espinho dedica-se ao ensino das danças de salão nas vertentes social, exibição, danças de salão babies e crianças, Latin Fit, Latin Fit Senior Ladies, Latin Fit girls, Latin Men e Competição - Dança Desportiva (FPDD), disponibilizando ainda serviços como treino funcional, treinos personalizados, aulas para noivos, espectáculos e workshops.

Ana Pais Oliveira e Vasco Rigolet são professores de danças de salão desde 2002, foram dançarinos federados durante oito anos, atingindo o escalão máximo da modalidade (Adultos Open) e formando diversos pares de competição em dança desportiva, com participação em competições nacionais e internacionais na FPDD (Federação Portuguesa de Dança Desportiva) e na WDSF (World DanceSport Federation).

Desde 2010, as aulas decorrem na cidade de Espinho, em parceria com a Nascente – Cooperativa de Ação Cultural, a Escola de Bailado Adriana Domingues e o Sporting Clube de Espinho (secção de dança desportiva).

Ritmos como o samba, o chachacha, a rumba cubana, o paso doble, o jive, a kizomba, as valsas, o tango ou o quickstep são ensinados nas nossas aulas, proporcionando aos alunos momentos únicos de convívio e diversão durante a sua evolução enquanto dançarinos.

 

Os nossos professores

Ana Pais Oliveira.jpg

Ana Pais Oliveira

É licenciada em Artes Plásticas – Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto (2005) e doutorada em Arte e Design –

Pintura pela mesma faculdade (2015).  É artista residente no FACE – Fórum de Arte e Cultura de Espinho, onde tem o seu atelier e colabora em diversas iniciativas, desde abril de 2016. É membro colaborador no Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade e foi bolseira da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).  Venceu o 1º Prémio no XLIX Concurso Internacional de Pintura Homenaje a Rafael Zabaleta, Quesada, Jaén, Espanha, o Prémio Aquisição na 9ª Edição do Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante (2013), o 1º Prémio Eixo Atlântico na VIII Bienal Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular (2008), entre outros. Exerce a profissão de artista plástica (currículo artístico completo em www.anapaisoliveira.info) e leciona Danças de Salão e Dança Desportiva (Competição) desde 2002. Foi dançarina federada na  Federação Portuguesa de Dança Desportiva, tendo feito competição de dança desportiva durante oito anos, participando em diversas competições nacionais e internacionais. É treinadora reconhecida pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (Dança Desportiva – Grau I, cédula nº 34142) e professora reconhecida e recomendada pela U.K.A. (United Kingdom Alliance of Professional Teachers of Dancing).

Foi também professora de danças de salão no âmbito das A.E.C.s (Atividades de Enriquecimento Curricular) em quatro escolas de primeiro ciclo do concelho de Espinho (2007/2008), animadora/formadora de cursos de Educação e Formação (CEF), no âmbito das artes plásticas e danças de salão (Oliveira do Arda, 2008/2009) e responsável por diversos workshops de danças de salão.

Vasco Rigolet

É licenciado em Educação Física e Desporto, opção complementar de desporto de recreação e tempos livres, pela Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto (2003). É professor de Educação Física em escolas básicas e secundárias desde 2002 e professor de Educação Física na Escola Profissional de Música de Espinho, sendo responsável pelo planeamento e aplicação de um currículo adaptado às necessidades dos músicos instrumentistas (educação postural, prevenção de lesões, dança, desenvolvimento da coordenação e das competências fisiológicas potenciadoras da atividade musical). Orienta turmas de treino funcional vocacionadas para o reforço postural, musculação e potenciação das capacidades físicas, é personal trainer e foi responsável pela formação/seminário a alunos de mestrado da Universidade Católica e da ESMAE, sobre as tecnopatias dos músicos e treino funcional para músicos.
Completou os seus estudos musicais em 1996 na Academia de Música de Espinho, obtendo o 8º grau do curso de Violoncelo como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e o 4º grau do curso de Piano.
Dedica-se, desde 2002, ao estudo de tecnopatias e lesões de overuse, tendo realizado o seu projeto de doutoramento, orientado pelo Prof. Doutor José Alberto Duarte, na área de investigação de Treino Desportivo, Saúde e Condição Física – Fisiologia do Exercício, do qual resultou a comunicação intitulada “Prevenção do síndrome do canal cárpico: a influência da atividade física”, no III seminário de iniciação à investigação da  FCDEF-UP (2005) e a publicação do artigo “Síndrome do Canal Cárpico: potencial efeito preventivo e terapêutico da atividade física” na Rev Port Cien Desp. (in press).
Obteve o Certificado de Formador através do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua nas áreas e domínios de Didática Específica (Educação Física) e Práticas do Desporto Escolar, sendo formador de professores de Educação Física na área do ensino da dança na escola. Foi autor do manual “Danças de Salão” da Edição APPEFIS (2009) e revisor do capítulo dedicado à dança do manual de Educação Física destinado ao ensino secundário, Fair Play (2013).
É treinador reconhecido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (Dança Desportiva – Grau I) e professor reconhecido e recomendado pela U.K.A. (United Kingdom Alliance of Professional Teachers of Dancing), onde obteve os diplomas de Associate-Latin e Associate-Standard com a nota mais elevada, Highly Commended.  Como professor de Educação Física na Escola Secundária Dr. Manuel Gomes de Almeida durante cinco anos, implementou a dança como desporto escolar, projeto que resultou numa participação alargada de vários alunos, em espetáculos e exibições e numa canalização de vários alunos para os nossos grupos de exibição.

Vasco Rigolet.jpg
IMG_3198.jpg

Ana Pais Oliveira e Vasco Rigolet

Entre 1999 e 2001 completaram os cinco primeiros níveis de danças de salão - vertente social. Em 2001 iniciaram a competição na modalidade, tornando-se dançarinos federados na Federação Portuguesa de Dança Desportiva e representando a Associação de Dança Desportiva da Beira Litoral em várias competições nacionais (Ranking Nacional e Taça de Portugal) e internacionais (WDSF).

Entre os principais resultados competitivos destacam-se o 1º lugar no Ranking Nacional das 10 Danças, Escalão Adultos Intermédios (2003); 3º lugar no Ranking Nacional de Latinas, Escalão Adultos Intermédios (2003); 2º lugar no Ranking Nacional de Clássicas, Escalão Adultos Intermédios (2003); Vencedores do 4º Lisboa Open, escalão Adultos Intermédios (Lisboa, 2003); Vencedores do Ranking de Latinas no escalão Adultos Open (2004); 2º lugar na Final da Taça de Portugal de Latinas, escalão Adultos Open (2004); 2º lugar na Final da Taça de Portugal de Latinas, Escalão Adultos Internacionais (2007); 3º lugar no Campeonato Nacional, Escalão Adultos Internacionas (2007); 7º lugar na Final da Copa Ibérica, Lisboa (2007); 13º lugar no 10º Festival Internacional “Cidade do Porto”, Pavilhão Rosa Mota, num total de 68 pares nacionais e internacionais (2008); 18º lugar no Portugal Open 2008, num total de 56 pares nacionais e internacionais (2008).

Participaram em várias competições internacionais de renome: Spanish Open em Salou (Espanha) – IDSF International Open Latin e Adult Amateur Rising Stars, nos anos 2004, 2005, 2006, 2007 e 2008; IDSF Summer Festival 2005 em Lloret de Mar, Espanha; IDSF Open Latin, Pontevedra, 2006; Fiesta Mediterranea 2006 – IDSF Grand Slam, Barcelona; Portugal Open 2006, 2007 e 2008 (Lisboa), 6º, 7º, 8º, 9º e 10º Festival Internacional Cidade do Porto; German Open 2007 e 2008, Estugarda, Alemanha.

Lecionam Danças de Salão e Dança Desportiva (Competição) desde Outubro de 2002. São treinadores reconhecidos pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (Dança Desportiva) e professores reconhecidos e recomendados pela U.K.A (United Kingdom Alliance of Professional Teachers of Dancing), tendo obtido o diploma de Associate – Latin e Associate – Standard Ballroom com a nota mais elevada, Highly Commended.

Tiveram formação continuada com o professor José Carlos Rodrigues,  participando igualmente em workshops e training camps, onde já tiveram formação com Alberto Rodrigues, Susan Walker, David Roberts, Ralph Mueller, Nick Kremishenski e Stefano Di Filippo.

Concluíram o curso intensivo de formação de instrutores de Kizomba – Nível 1 do Coco Bongo Dance Studios (2016).


Mantêm um trabalho regular como coreógrafos, destacando-se as produções O que é a Big Band? (2010), em parceria com a orquestra de Jazz da EPME e com apresentações na Casa da Música do Porto; exibição na Final do Concurso Miss European 2013, no Casino de Espinho; o All That Jazz…and hoppin! (2014-2015), em parceria com a orquestra de Jazz da Escola Profissional de Música de Espinho e a cantora Rita Maria, apresentado no Auditório de Espinho e no Casino de Espinho; o musical Grease, com alunos da Academia de Música de Espinho e encenação de Pedro Ribeiro (2016); a iniciativa Vir a Banhos (Praia da Baía, Espinho), um espetáculo com música ao vivo pelo SAXE – Coolectivo que recriou os loucos anos 20 do século XX (2017), entre outros.

Adriana Castro

É licenciada em Ciências da Comunicação - ramo de jornalismo, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (2022), tendo estagiado na TVI/ CNN Portugal, no mesmo ano.

Tem já publicados vários artigos em jornais online, entre eles, o Jornalismo Porto Net, JPN e o Jornal Universitário do Porto, JUP.

Foi ainda responsável pela cobertura do “Connecting Healthcare 2022”, um evento internacional, realizado anualmente.

Conta com certificações da Google e Porto Business School, nas áreas de Marketing e Publicidade (2021-2022).

A par do ramo da Comunicação, é atleta federada de Dança Desportiva- FPDD, desde 2019, pelo Sporting Clube de Espinho. No primeiro ano de competição, conquistou o 3º lugar no Campeonato Nacional, Circuito Nacional e Taça de Portugal, com o seu par Fabios Struck e no escalão Adultos Iniciados.

Na atual época, sagrou-se vencedora da 1ª prova da Taça de Portugal e da  5ª jornada do Circuito Nacional, escalão Adultos Intermédios.

Enquanto dançarina, participa, regularmente, em formações nacionais e internacionais, organizadas pela Federação Portuguesa de Dança Desportiva, FPDD, e pela Associação Distrital de Aveiro de Dança Desportiva, ADADD.

Fez parte do elenco da novela “Festa é Festa” (2021) e esteve presente em vários programas televisivos de entretenimento, como dançarina.

Participou também no concurso “All Dance” (2020), com o grupo de exibição da Academia de Dança de Espinho, no qual se sagraram vice-campeões, tendo sido apurados para o Intercontinental.

No que respeita ao ramo desportivo, note-se ainda a prestação de voluntariado no “AMB Volleyball Cup” (2017).

Atualmente, leciona danças de salão a crianças dos 3 aos 5 anos (danças de salão babies) na Academia de Dança de Espinho.

IMG-20221116-WA0008.jpg
ANDA0901.jpg

Beatriz Lima

Beatriz Lima está no 2º ano da licenciatura em Economia da Faculdade de Economia do Porto. Começou o seu percurso como bailarina aos 2 anos de idade, ingressando no Ballet acompanhada pela professora Isabel Monteiro, na academia La´Sylphide. É
reconhecida pela Royal Academy of Dance|UK, tendo
adquirido esse mesmo reconhecimento através de exames com avaliação de distinção
durante 10 anos. Terminou a modalidade no grau de Intermediate Foundation em
2017, com apenas 13 anos, com a intenção de iniciar um novo projeto como atleta de alta
competição. Para além dos exames e provas de avaliação, fez diversos espetáculos durante esse
período, onde começou a conhecer o funcionamento dos palcos e descobriu uma enorme paixão pela dança.
O seu percurso como dançarina de danças de salão teve início em 2012, quando tinha 8 anos de idade.
Integrou uma das turmas de exibição dos professores Vasco Rigolet e Ana Pais Oliveira, onde se mantém até hoje. Em 2018 iniciou, acompanhada pelos seus professores e treinadores e
pelo seu par Bruno Valinho, um dos  grandes sonhos e objetivos – ser atleta da
Federação Portuguesa de Dança Desportiva. Em 2019, na sua primeira época
desportiva, venceu o Portugal Open no escalão de Juventude Iniciados e Adultos Iniciados, foi vencedora do Circuito
Nacional de Latinas e vencedora da Taça de Portugal de Latinas, no escalão Juventude Iniciados. Em 2020 foi vice-campeã do Portugal Open, vice-campeã nacional e vice-
campeã do Circuito Nacional e da Taça de Portugal em latinas, no escalão de Adultos
Intermédios. Em 2021 foi Campeã Nacional Latinas, Vencedora da Taça de Portugal Latinas e vencedora do Circuito Nacional, escalão Adultos Intermédios. Atualmente compete nos escalões máximos da modalidade, Adultos Pré-
Open e Adultos Open, tendo já sido finalista do escalão Adultos Pré-Open.
Como monitora da Academia de Dança de Espinho, iniciou esta jornada em 2021, com as colegas Adriana e Juliana, tendo ficado responsáveis pela modalidade de All
Girls durante essa época. Em 2022 ficou responsável pela modalidade de All girls, juntamente com os treinadores Vasco e Ana.